csctv

Marialva iniciou nesta quinta-feira, 2, atendimentos do Programa Visão Solidária

De autoria do vereador Luciano Dario, a Lei que institui o Programa foi sancionada pelo prefeito Victor Martini

Por Redação Paraná Urgente em 23/07/2020 às 22:25:40
 Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Marialva

Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Marialva

Marialva iniciou nesta quinta-feira, 2, atendimentos do Programa Visão Solidária, estabelece medidas para diminuir a fila de espera do SUS para exames de vista, permitindo diagnóstico precoce de doenças que podem até evoluir para cegueira.

De autoria do vereador Luciano Dario, a Lei que institui o Programa foi sancionada pelo prefeito Victor Martini em maio deste ano.

Lei que institui o programa foi sancionada em maio deste ano pelo Executivo Municipal


Já está em vigor a Lei Municipal nº 2.366/2020, de autoria do vereador Luciano Dario e sancionada em maio deste ano pelo prefeito Victor Martini, instituindo o Programa Visão Solidária, que estabelece medidas para diminuir a fila de espera do SUS para exames de vista. "Hoje são cerca de 930 pessoas aguardando, e com o Programa podemos agilizar isso e assim fazer mais por nossa população", relata o secretário de Saúde, José Orlando Villa.

Nesta quinta-feira, 2 de julho, foram iniciados os atendimentos no Pronto-Atendimento do Centro, com 85 pacientes agendados. De acordo com os optometristas Thiago Correa e Saulo Morales Neto, que estão realizando o serviço nesta data, a maioria das doenças de visão podem não apresentar nenhum sintoma, mas podem evoluir para cegueira. "Assim conseguimos encaminhar para o melhor tratamento possível com o oftalmologista antes de a pessoa começar a perder a visão", explica Correa.

Os profissionais estão realizando exame preventivo completo, tonometria, fundoscopia, cataratas, retinopatia hipertensiva e diabética e degeneração macular (degeneração da retina). A ideia é identificar com mais rapidez possíveis doenças oftalmológicas que possam evoluir para cegueira, de modo que – com diagnóstico precoce – essa perda de visão pode ser evitável.

"Pelo Programa, os optometristas cadastrados fazem o exame nos pacientes de forma voluntária, não onerando assim os cofres públicos e contribuindo para quem mais precisa", comenta o prefeito de Marialva, Victor Martini.

O Projeto terá continuidade o ano todo. Uma vez por mês os profissionais estarão atendendo cerca de 80 pacientes. Aqueles que estão sendo atendidos agora já estavam na fila de espera. Para se beneficiar do programa é preciso de uma indicação do médico das Unidades Básicas de Saúde.


Fonte: Assessoria de comunicação Prefeitura Municipal de Marialva

Banner face

Comentários

transmissoes03